Quando o assunto é bicicleta não é raro entre amigos surgir conversas sobre os valores de suas bikes, assim como comparações de seus valores a outros objetos, e não demora para aparecer a pergunta: quais são as bicicletas mais caras do mundo?

Ciclistas aficionados gastam muitas vezes mais do que gastam com seus carros, motos, com seu guarda roupa ou mesmo com sua casa e sua família. Estes gastos altíssimos por um lado são oriundos da tecnologia de desenvolvimento buscando sempre equipamentos mais leves, mais resistentes e com inovações que potencializam o rendimento do corpo, e por outro, se tratando de Brasil, os altíssimos impostos que componentes importados agregam a seu valor e uma produção nacional que não acompanha a qualidade do padrão internacional, e ainda, poderíamos acrescentar um fator que atravessa ambos os lados e compõem estes enormes gastos, um grau de fetichismo produzido em uma sociedade do consumo; assuntos os quais talvez problematizaremos noutro artigo, e os quais não tornam menos interessante, curioso e instigante tomar conhecimento de qual a bicicleta mais cara do mundo.

Como irá perceber a maioria desta lista, se não todas, levam grandes nomes com autores, financiadores e investidores, tais como grandes atletas, figuras da alta sociedade e marcas de alto escalão.

Enquanto vislumbramos esta pequena e valiosa lista deixarei algumas questões para que possamos refletir neste percurso: quais seriam os usos para estas bicicletas? Quais seriam os motivos por trás destas produções com valores tão exorbitantes? Os valores são justificáveis? O que estas produções agregam para o universo do ciclismo?

10 – Bicyclettes de Luxe de Phanuel Krencher $34.425

Bike Phanuel Krencker

Começamos com a última, mas não por isso barata bicicleta criada pelo lendário Phanuel Krencker, criador e design de bicicletas, dinamarquês, formado em Estudos Esportivos e em Engenharia Mecânica, fundador da marca Frencher bicyclettes de luxe, junto a outros criadores produzem este modelo especialmente para a sétima edição da exposição Norte Americana de bicicletas artesanais. As peças são totalmente personalizadas e em sua grande maioria de fibra de carbono, agregando o valor de todos os participantes entrando na décima posição desta luxuosa lista.

9 – Litespeed Blade $40.000

Bike Litespeed Blade

Neste caso temos uma marca americana de 1986 conhecido por suas fibras de carbono e titânio de altíssima qualidade, marca que por muito tempo esteve na ponta das inovações nos materiais de quadros, participando por muito tempo da elite do ciclismo profissional. A Litespeed Blade é produzida com uma mistura de fibra de carbono de alta qualidade e liga de alumínio, compondo uma bicicleta levíssima. Outra característica desta bicicleta é o estudo aerodinâmico, proporcionando um posicionamento diferenciado em relação ao vento, além do material possuir uma tecnologia que reduz o atrito com o vento.

8 – Montante Luxury Gold Collection $46.000

Bike Montante Luxury Gold Collection

Montane é uma renomada marca italiana, especializada em bicicletas urbanas, se não a mais cara, talvez a mais luxuosa desta humilde lista. Esta bicicleta, no mais clássico estilo feminino, é inteira folheada a ouro 24 quilates, para-lamas de madeira laqueada e enfeitada com nada menos que 11.000 cristais russos, como se não bastasse, com acento de couro. A marca promete uma bicicleta com performance idêntica a modelos semelhantes, sem todo este requinte.

7 – Tiffany & CO. Silver Mounted Lady´s Bicycle $57.000

Bike Tiffaany & CO

Outra bike no modelo clássico feminino, com sistemas de engrenagens fixa, a Tiffaany & CO, sim, a marca de joias conhecida mundialmente, lançou o modelo super luxuoso em 1890. Esta bicicleta conta com componentes esculpidos em marfim e couro.

6 – Chrome Hearts X Cervelo $60.000

Bike Chrome Hearts X Cervélo

Chrome Hearts, marca famosa de adornos de prata e ouro, fundada em Los Angeles em 1988, também lançou sua bicicleta de luxo, no entanto, em parceria com a Cervelo, marca importante de bicicletas de competição, produzem uma bicicleta de alta performance, com geometria singular em uma única peça, com diversos requintes de metais super valiosos.

5 – Trek Madone 7-Diamond $75.000

Bike Trek Madone 7 – Diamond

Uma bicicleta histórica e de grandes nomes, modelo em que Lance Armstrong ganhou pela sétima vez o Tour de France, Nike, Alan Fridman e Lenny Futura, renomado joalheiro e um famoso artista, em parceria com a Trek Bicycle, produziram uma edição especial regada com sete diamantes, mais de 100 diamantes brancos e um quilate de ouro, vendida em um leilão da alta classe na Fundação Lance Armstrong em Nova Iorque, 2005.

4 – Aurumania Crystal Edition Gold Bike $114.000

Bicicleta Aurumania Crystal Edition Gold Bike

Produzidos 10 exemplares artesanalmente a empresa francesa Aurumania apresentou ao mercado uma das bicicletas de estilo clássico de pista mais caras do mundo. Banhada a ouro 24 quilates com mais de 500 cristais Swarovsky e ainda peças de couro de alta qualidade.

3 – Trek Madone Kaws $160.000

Bike Kaws Trek Madone

Outra bike produzida a partir de um modelo utilizado nas grandes voltas de ciclismo por Lance Armstrong, Trek em parceria com o designer Brian Donnelly e com o grafiteiro Kaws, lançada para celebrar uma corrida de Armstrong, munida de diversos acessórios de ponta mantendo uma aerodinâmica implacável. A bike chega a este valor em grande medida por ser leiloada com a bandeira de Armstrong em relação a luta contra o câncer.

2 – Trek Yoshitomo Nara  $200.000

Bike Trek Yoshimoto Nara

Por mais que tenha sido banido do esporte por um escândalo com dopping, Lance Armstrong não deixa de ser uma figura ilustre, conta com mais uma das bikes mais caras do mundo em sua homenagem, um modelo utilizado por ele em uma etapa do Tour de France. Trek em parceria com artista japonês Yoshitomo Nara, desenvolvem uma bicicleta no estilo Contra Relógio, estilizada com figuras de desenhos animados, feita de fibra de carbono em um modelo único.

1 – Trek Butterfly ($500.000) e MTB Gold Extreme $1 milhão de dólares

Empatadas no lugar da bicicleta mais cara do mundo temos outra homenagem a Armstrong, produzida para fomentar sua campanha contra o câncer, modelo utilizado e que marca seu retorno ao ciclismo profissional em 2009, conta com a parceria do designer Damien Hirst, que espalhou pelo quadro e pelos aros asas de borboletas reais, investida das tecnologias mais modernas existentes na época confere a esta lista um modelo competitivo, super leve e resistente, figurando entre uma das bikes mais caras do mundo.

Junto a ela temos o glamour da ostentação em uma MTB de ouro maciço 24 quilates, foi produzida pela empresa americana House of Solid Gold, além de esbanjar ouro ainda possui detalhes produzidos com pele de arráia, com 13 exemplares sem dúvida está entre as bicicletas mais caras do mundo.

E então, compartilha com a gente suas reflexões.