As bicicletas passaram por tantas mudanças quanto a humanidade nos últimos 200 anos. De alternativa de transporte pessoal, brinquedo, à esporte de alto desempenho, foi nesta última categoria que ela foi diversificada, estudada e difundida. Em pleno século 21 a bicicleta é vista como o transporte do futuro, limpa, versátil e um belíssimo instrumento de promoção de saúde, sua usabilidade está intimamente ligada ao esportista que vive dentro da gente!

É virtualmente impossível escolher uma bicicleta sem pensar na modalidade esportiva que lhe agrada mais. Na população geral brasileira são 3 as modalidades mais conhecidas e difundidas do ciclismo: O Mountain Bike ou MTB, o Ciclismo de Estrada, e o Triathlon. Para cada modalidade, temos classes diferentes e bikes: Bikes MTB, Bikes de estrada ou speeds, e as bikes de triathlon.

Cada uma dessas classes com suas variantes, com bikes para todos os gostos e bolsos! Temos uma vasta gama de categorias e modelos, cada um para uma finalidade, mas mesmo com suas especialidades, todas servem para o principal objetivo: Promover a locomoção em diversas distâncias.

Vamos falar aqui, um pouco desse universo das bikes, mostrando algumas de suas particularidades, e as principais diferenças entre as bikes de MTB, estrada e triathlon.

E para falar das diferenças, vamos apresentar primeiramente a bicicleta!

A bike é composta por um corpo formado por tubos que, visto de lado, representam dois triângulos. Este corpo é chamado de QUADRO. É nele que a bicicleta é montada.

Fonte: Wikipédia

O quadro recebe a roda traseira, o pedivela, o guidão, o garfo frontal (que por sua vez, recebe a roda dianteira) e canote do selim.

E para completar nossa querida bicicleta, tem o conjunto de transmissão, composta pela corrente, cambios catracas e coroa, ligada ao pedivela, o pedal, sistema de freios e o selim.

O que difere uma categoria de bike da outra são seus componentes e o ângulo usado na confecção dos quadros, o que juntos mudam o “ataque” de cada bike.

Sendo assim, continue lendo e descubra Quais as principais diferenças entre as bikes de Estrada, MTB e Triathlon.

MOUNTAIN BIKE

Mountain bikes: Em linha gerais, as MTB são bicicletas muito versáteis, adaptando-se a todos os tipos de terreno, elas nos permitem, desde um leve passeio no parque até subir morros e montanhas e descê-las também!

Desbravar trilhas e lindas paisagens naturais! Sua constituição básica, conta com rodas grandes, com diâmetro entre 26 à 29 polegadas, de pneus largos, com cravos, o que permite tração em terrenos terrosos e arenosos, podendo conter suspensões tanto dianteira quanto traseira, que aumentam o conforto e a capacidade de transpor obstáculos.

São vários os modelos de MTB, mudando com o uso e material de construção, assim como o conjunto de componentes. Mudando o tamanho da suspensão dianteira, da traseira, largura de pneus, tamanho da roda, transmissão, temos várias sub categorias de MTB.

BIKE DE ESTRADA

As bikes de estrada possuem rodas de aros de 700mm de diâmetro, pneus finos e lisos, rodam só em asfalto ou vias pavimentadas, possuem guidão tipo drop, curvados para baixo dando ao conjunto bike/ciclista mais aerodinâmica.

As bikes de estrada são feitas para correr! Elas são construídas para serem o mais leves possíveis sem abrir mão da resistência e força. Não possuem nenhum sistema de suspensão, e suas transmissões, exigem mais força do ciclista para impulsionar mais as magrelas.

Seus quadros podem ser feitos de alumínio ou fibra de carbono, que confere maior leveza ao conjunto, porém possui uma grande desvantagem: numa pancada mais forte, o quadro se quebra, ocasionando a perda total do componente. Por sua vez, o alumínio é mais pesado em relação ao carbono, porém numa pancada é muito mais provável que ele amasse, do que quebre.

Recomendado: Portal da Caminhada

BIKES DE TRIATHLON

As Bikes de triathlon, são basicamente bikes de estrada, só que com ângulos diferentes que projetam o ciclista mais para frente, mudando o centro de gravidade e a aerodinâmica do conjunto. Elas foram inicialmente projetadas para provas de contra-relógio, ou seja, o objetivo principal é velocidade, e não distância.

Assim, as TTs, como são conhecidas as bikes de triathlon, possuem um ângulo de set tube mais reto em relação com o de speed (72° contra 78°) e a roda traseira mais junto ao quadro, dando uma atitude mais agressiva para a bike. 

TT é uma bike para ser muito rápida, mas para curta distâncias, uma vez que o ciclista não consegue ficar confortavelmente em cima da bicicleta por muito tempo, pois a posição mais à frente na bike exige muito de seu físico. Em comparação de uso, as estradeiras são projetadas para provas de longa distâncias, em média 200 kms por etapa, quanto as TTs para provas de 40 kms.

Assim apresentei para vocês as principais diferenças entre bikes MTB, estrada e triathlon. Agora é descobrir que tipo de ciclista é você e boas pedaladas!